Inclui o 10º, 11º e 12º anos.

Esta quarta fase ajuda o adolescente a fazer uma segunda síntese de fé. Procura revisitar os quatro pilares da existência cristã, tendo em conta a maior autonomia decisional de que dispõem os adolescentes nesta idade. A celebração do crisma deve suceder durante esta fase. A idade exacta pode variar com o discernimento dos catequizandos, dos catequistas e as normativas emanadas por cada diocese. Esta fase reduz o número de catequeses a sete por ano, aumenta o número de encontros por catequese (4) e o tempo disponível em cada uma delas (90 minutos). Este tempo extra disponível permite mais atenção à expressão de fé e à tarefa de apropriação pessoal e existencial dos conteúdos por parte do adolescente. No 10º ano as catequeses centram-se em Jesus, nos traços da sua vida e na relação que Ele mantém com o Pai e o Espírito. No 11º e no 12º ano, com acentuações diferentes trabalham-se as consequências da adesão a Jesus e à sua causa: a pertença eclesial e as diferentes formas que ela pode assumir e o estilo de vida renovado a que Jesus nos convida e que o Espírito torna possível e desejável.

Crescer como pessoa e como companheiro de Jesus. 

Aderir a Jesus e à sua causa. 

Ter pertença eclesial. Assumir o estilo de vida renovado a que Jesus convida.